Ricardo Salles quer tirar a bioeconomia do papel

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, falou, nesta segunda-feira (3), sobre o papel da bioeconomia na região da Amazônia.

Salles também comentou sobre a capacidade de mudança social que o Brasil pode ganhar com ajustes na atividade econômica que equilibram características sociais com atividades comerciais, levando em conta preservação e renovação de recursos.

O ministro acrescentou que, para reverter o cenário de atividade exploratória no Norte do país, a regularização fundiária e o zoneamento econômico ecológico devem ser priorizados.

Salles argumenta que a região necessita de um “plano diretor” — uma forma estruturada de organização e planejamento que vai além dos aspectos territoriais e financeiros.

“Precisamos tirar do papel essa ideia da bioeconomia para ajudar a gerar emprego e renda para os 23 milhões de brasileiros que foram deixados para trás na Amazônia – a região mais rica do Brasil em termos de recursos naturais, porém com uma população que vive com os piores índices de desenvolvimento humano”, afirmou Salles em entrevista à Voz do Brasil.