‘Bitcoin é nojento’, diz sócio de Warren Buffett

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

O investidor norte-americano Charlie Munger, de 97 anos, não está nada satisfeito com a popularização das criptomoedas.

Munger tem o bilionário Warren Buffett como seu parceiro de negócios de longa data.

No último sábado (1º), durante a reunião anual de acionistas da Berkshire Hathaway, nos Estados Unidos, Munger disse que o Bitcoin é nojento e contrário aos interesses da civilização:

“É claro que odeio o sucesso do Bitcoin e não gosto de uma moeda que seja útil para sequestradores e para criminosos que praticam extorsão.”

O norte-americano acrescentou:

“Também não gosto de simplesmente despejar bilhões e bilhões e bilhões de dólares extras para alguém que acabou de inventar um novo produto financeiro do nada.”